quarta-feira, 7 de janeiro de 2009

Mentiras sobre a Faixa de Gaza

Cessar-fogo imediato na Faixa de Gaza!

Abdel Ahmad (na foto, à esq.) é um militante da causa Palestina e mora em Santa Maria/RS.


No dia 15/05/08 tive o privilégio de assistir a palestra do militante da causa palestina Abdel Ahmad. Morador de Santa Maria/RS, Abdel faz um trabalho incansável, de formiguinha, para tentar desmascarar as mentiras que contam a respeito do conflito entre israelenses e palestinos. Ele denuncia que desde 1948, com a criação do Estado de Israel, o povo palestino vem sendo sistematicamente exterminado pelo poderoso exército israelense. Agora, no último dia 27/12, Israel iniciou uma nova série de ataques causando morte de maioria de civis no território palestino. E novamente, contando com a conivência da grande mídia mundial, incluída a "grande mídia" brasileira.


A Globo e os grandes jornais insistem em dizer que existe um conflito armado entre as tropas israelenses e o grupo islâmico Hamas na Faixa de Gaza desde o dia 27 de dezembro. Mais uma mentira deslavada. Aliás, o Estado de Israel tem se construído em cima de 60 anos de mentiras e violências.

Veja as informações sobre o que insistem em chamar de "conflito" entre israelenses e palestinos:

"O número de mortos palestinos nos ataques israelenses iniciados no último dia 27 passou de 600, segundo levantamento de fontes médicas palestinas. De acordo com a ONU, pelo menos um quarto das vítimas palestinas são civis. O número de israelenses mortos chegou a dez, incluindo três civis atingidos por foguetes lançados pelo Hamas contra o sul de Israel e sete mortos em operações terrestres na faixa de Gaza. Quatro dos soldados israelenses que morreram foram aparentemente atingidos por disparos de tanques israelenses durante as operações em Gaza. Os últimos números divulgados pelas autoridades palestinas do setor de saúde informam que 205 crianças estão entre os cerca de 600 mortos na ofensiva na Faixa de Gaza. O número de crianças entre os mais de 3 mil feridos ainda é desconhecido, por causa do caos que se instalou no território palestino."




Crianças são as maiores vítimas de Israel.


600 mortos palestinos contra 10 israelenses! Isso é conflito? Uma guerra significa um conflito entre duas forças equivalentes. O que está acontecendo na faixa de Gaza não é guerra. É um extermínio do povo palestino, um genocídio levado a cabo pelo Estado de Israel. Chega a ser irônico: logo o Estado de Israel, que deveria saber como nenhuma outra nação qual é a dor de um genocídio!


CHEGA DE TANTA ATROCIDADE! CESSAR FOGO IMEDIATO NA FAIXA DE GAZA! LIBERDADE PARA O POVO PALESTINO!



Na foto à esquerda, manifestantes protestam em frente ao consulado americano na cidade de Salvador, pedindo o cessar-fogo em Israel, no dia 02 de janeiro de 2009.


Confira os inúmeros gritos que estão sendo organizados em todo o Brasil pela paz em Gaza aqui.


Com informações da Gazeta de Alagoas e do Portal Vermelho.





11 comentários:

Jotacê disse...

Estou junto nessa luta mano... Chega de guerra...Mas pelo o que foi dito naum é um comflito... é um genocidio....Paz para o mundo...

Jotacê D.G - Idéias Diferentes... Contrariando os Dominantes...

rubem disse...

O Rap é a resistência não podemos nos render e muito menos nos vender, somos o retrato de um povo em degradação!!!!

Anônimo disse...

a midia anda falando que isrrael esta bombardiando gaza mas na verdade faz mais de um ano q gaza vem lançando misil em isrrael os isrraelitas só estão se defendendo!

Dionatan

Anônimo disse...

oiii
também assisti a palestra do Abdel no ano passado,
e foi muito esclarecedora!!é triste tanta injustiça.
olhei o blog,bem interessante!!
:)

Suca

Anônimo disse...

eitcha!

ta foda esse teu tal de blog aí hein?

pedrinho, pedrinho...

Lívia Durgante

Igor de Fato disse...

Meu caro Dionatan!

Os "mísseis" que o Hamas lança sobre Israel são foguetes de fabricação caseira que raramente acertam algum alvo.

Os palestinos não tem condições materiais de agredir os israelitas. A "intifada", que foi uma revolta palestina contra Israel, foi um levante popular que aconteceu com pedradas - isso mesmo, pedradas - contra os tanques israelenses - isso mesmo tanques. Pedras contra tanques, dá pra entender?

Procure se informar em outras fontes que não o Jornal Nacional ou a Veja.

Um bom sítio é o Portal Vermelho.

www.vermelho.org.br.

Abraços.

Cícero Santiago disse...

E daí meu?!??! Legal o blog cara!! Ainda não tinha visto com mais calma. Há anos temos a necessidade de amadurecer instrumentos de comunicação entre os movimentos sociais na cidade, com as primeiras iniciativas do atual governo municipal , esta necessidade se torna cada vez mais preemente. Parabés pela iniciativa, penso que ela, sendo pessoal, sua, pode inspirar as organizações populares a empreenderem um espaço dos movimentos. Saudações e boa luta!!!!!!!!

Volney disse...

É bom que a Ujs esta convicta que no oriente médio hoje existe um massacre. Como sabemos nosso ensino sempre foi elitista e preconceituoso. Cabe a Vocês hoje juventude futuros mestres a proporcionar outros rumos à nossa história e nos desatrelar a conceitos provincianos e preconceituosos. abraçao Ujs! Viva o socialismo!!!

Fábio Purper Machado disse...

Muito boa aquela palestra mesmo, o cara é bem crítico.

Falou

Cássia Ramos disse...

uma triste realidade ...o pior é que nos passam outra...um grande abraço..carinho

Bruno Freitas da Silva disse...

E aí Igor! Parabéns pelo blog! Não te vejo mais pela universidade, vamos ter que usar este espaço para trocar umas idéias..hehe

A palestra do Abdel no ano passado foi muito interessante! Ver as palavras dele faz você pensar em quanto lixo e mentira é divulgado nos meios dominantes de comunicação!

Por acaso, você sabe se ele está planejando outras palestras ou alguma manifestação na cidade?

Abraço