quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

Idéias diferentes...contrariando as dominantes


Jotacê DG: cultura de rua trazendo idéias diferentes




Rapper Jotacê DG (na foto, à direita), lança seu novo trabalho "Idéias diferentes...contrariando as dominantes".


A riquíssima cena do rap de Santa Maria/RS vai contar em breve com o lançamento de mais um fruto, que é o trabalho do rapper Jotacê DG intitulado Idéias diferentes...contrariando as dominantes. Uma amostra do novo álbum do rapper, que é morador do bairro Tancredo Neves e já está na estrada desde 1998, pode ser conferida no sítio www.myspace.com/jotacedg.


O artista procura fazer um trabalho que tenha a sua marca própria sem abandonar o que considera o principal objetivo do rap, que é a crítica social. O novo álbum conta com participações de Felipe Emepê e Krioulu MZ, integrandes da ex-banda do artista Fortes Mentes, além da participação mais do que especial de seu filho pequeno Gustavo, na faixa Um sonho. O álbum é um trabalho independente e ainda espera patrocínio para ser lançado.


A Cultura de Rua de Santa Maria/RS lutando por espaço

Jotacê DG é mais um guerreiro do Hip Hop de Santa Maria/RS que luta por um espaço para exibir seu trabalho. Ele mesmo cita o nome de vários outros irmãos que também estão na batalha para mostrar suas produções: Dj Buiu, Suspeito Nº1, Mano B, CZO, Janna, R.D.R, Fortes Mentes, AMR, Rajada Verbal, Herdeiros da Fé e Guerrilheiros da Perifa são alguns dos principais grupos de rap da cidade. Também existem B.boys (os brake boys, garotos que dançam), as crews de grafiteiros (grafite são os desenhos nas paredes) e os DJ's, que compõem os quatro elementos da Cultura Hip Hop, que ainda sofrem muito preconceito por ser uma cultura da rua, da periferia.

Caminhos encontrados pelo rap
União Santamariense de Rua: Na última Feira do Cooperativismo, realizada neste ano de 2008, da união de grupos de rap da cidade surgiu a primeira coletânea de rap de Santa Maria/RS. O grupo quebrou barreiras lançando pela primeira vez o produto CD numa Feira de Economia Popular Solidária. Além de Jotacê DG, CZO, Janna, Suspeito nº1, AMR, Krioulu MZ e Rajada Verbal participaram.


Mercado paralelo: Já rappers como DJ Buiu encontraram o caminho dos camelôs como uma alternativa para vender seus trabalhos. Ele "pirateia" suas próprias produções, distribuindo-as para serem revendidas pelos vendedores ambulantes. É a cultura de rua encontrando um mercado paralelo para se afirmar.



O Hip Hop é uma cultura da periferia que ainda sofre muito preconceito


Rappers reunidos: alternativas de espaço tem sido debatidas pela "rapa" do Hip Hop.

4 comentários:

Jotacê disse...

Sem palavras ai Igor... Contribuindo para Evolução do Movimento H2... Pod cre que junto faremos a revolução, se canto vamo se infiltrando, e quando eles forem ve já vai tah dominado mano... é tudo nosso...

Ideias diferentes... Contrariando os dominantes

Anônimo disse...

ai mano acho legal éssa parada da cultura de rua tenhe q ter mais espaço curto muito caltar um rap vc tá ligado no rap q nós cantamos em resgate dos manos q estão lutando para viver uma vida melhor
longe das drogas e da crimlidade e os herdeiros da fé conta com esse espaço falo mano to ai pra soma em nome do nosso senhor jesus.

Alex

Grupo Herdeiros da Fé

Anônimo disse...

Parabéns pelo bog!

Dj Buiu

Luciano disse...

É isso aí Igor através de mecanismos como esse no´s conseguimos mostrar não só para os que nos rodeiam mas para uma nação que está aí que muitas vezes fica esperando as coisas acontecerem ou cair do céu temos que mostrar na ativa por que existimos, lutamos e qual a nossa meta. Nego Lula